Trigo tem alta pelo 3º dia seguido em Chicago; milho e soja recuam

Indique a um amigo

Os contratos futuros do trigo negociados na Bolsa de Chicago subiram nesta quinta-feira, seu
terceiro dia consecutivo de ganhos, por receios de que o tempo adverso vai levar a quedas nas safras em importantes áreas produtoras ao redor do mundo, disseram operadores.

Os futuros da soja tiveram queda, pressionados por novas preocupações com as exportações dos Estados Unidos. Os futuros do milho também fecharam mais baixos devido a liquidação de posições compradas por fundos.

Os mercados de grãos também estavam monitorando o progresso de conversas entre os EUA, China e México, os dois últimos sendo importantes clientes de exportação do primeiro.

O contrato julho do trigo de Chicago encerrou em alta de 3,25 centavos de dólar, a 4,975 dólares o bushel.

"Ainda há muitos receios sobre como essa safra de trigo de inverno irá acabar, apesar de estimativas de produção maior do que o esperado e classificações crescentes", disse Matt Zeller, diretor de informação de mercado na INTL FCStone em nota aos clientes.

"A secura está chegando às plantações dos grandes produtores/exportadores, Austrália e Rússia, acrescentando pelo menos uma pequena história altista em 2018/19."

O contrato julho da soja na Bolsa de Chicago caiu 4,75 centavos de dólar, terminando a 9,95 dólares o bushel. O milho para julho fechou com perda de 4 centavos de dólar, a 3,9525 dólares o bushel.

Fonte: Último Instante

Indique a um amigo