O que produz a famosa geração belga

Indique a um amigo

Nunca se falou tanto na famosa geração belga do que durante essa copa do mundo de 2018, jovens jogadores que se destacam no cenário internacional vêm encantando o mundo e colocando um pouco de dor de cabeça no seu adversário nas quartas de final dessa sexta-feira (06.07), o Brasil. Se nos gramados a Bélgica está chamando mais atenção que o próprio País do futebol, nos campos aráveis da agricultura a história é um pouco diferente. 

Com uma área de 30.520 quilômetros quadrados (pouco menos que o estado de Alagoas) e aproximadamente 11 milhões de habitantes, o volume agrícola produzido pelos belgas é bastante inferior ao brasileiro, se diferenciando bastante do volume de jogo proposto por Hazard, Lukaku e companhia. De acordo com estatísticas produzidas pelo portal de buscas Knoema, que faz um cruzamento de dados disponíveis em portais públicos e privados, a Bélgica não é autossuficiente na área agrícola, ficando mundialmente conhecida pelos seus mais de 1500 tipos tradicionais de cerveja e hoje em dia, também pelo seu futebol. 

As estatísticas apontam que a Bélgica produziu aproximadamente 2.287.000 toneladas de cereais em 2016 divididos em 327 mil hectares, sendo que mais de 1 milhão de toneladas são de trigo, 480 mil de milho e 345 mil toneladas de cevada, sendo que a maioria é destinada a produção da cerveja. Diferente do Brasil, os belgas se destacam na produção de cultivos domésticos, enquanto em 2016 foram produzidas quase 3.500.000 toneladas de raízes e tubérculos, por exemplo, a produção primária de oleaginosas não bateu a casa das 20 mil toneladas. 

Na pecuária, o país produziu quase 2 milhões de toneladas de carne em 2016, sendo que cerca de 1 milhão de toneladas são de carne de porco, 461 mil toneladas de aves e 280 mil toneladas de carne bovina ou bubalina. A produção primária de ovos ficou na faixa de 187 mil toneladas, além de quase 4 milhões de toneladas de leite naquele ano. 

Se na agricultura a Bélgica não consegue competir de igual para igual com o Brasil devido a sua área produtiva infinitamente menor, no futebol os belgas prometem embriagar os brasileiros, mas não com sua cerveja e sim com estilo de jogo bastante rápido e ofensivo. O Brasil, por sua vez, vem fazendo uma ótima campanha e não pretende voltar "de porre" pra casa, afinal, eles que são o país da cerveja e nós, do futebol. 

Fonte: Agrolink

Indique a um amigo