Monitor de safras da UE corta previsão de produtividades de grãos por tempo seco

Indique a um amigo

PARIS (Reuters) - O serviço de monitoramento de lavouras da União Europeia, MARS, voltou a cortar suas estimativas de produtividades para a safra de inverno europeia 2018 nesta segunda-feira, citando o tempo excepcionalmente quente e seco no norte e no centro da Europa, com pouco alívio à vista.

Crescentes preocupações com o tamanho da colheita de trigo europeia, principalmente na Alemanha, somadas com a projeção de uma menor safra russa, fizeram com que os preços do cereal tivessem um rali nos últimos dias, com os futuros do trigo em Paris atingindo máximas dos contratos.

"O estresse hídrico, associado às condições excepcionalmente secas e mais quentes que o normal, afetaram o florescimento e/ou enchimento das safras de inverno e dos cereais de primavera em grandes regiões da Europa central e do norte", disse o MARS em seu relatório mensal.

A unidade cortou sua previsão para os rendimentos das safras de inverno e primavera de praticamente todos os países do norte e centro da Europa, incluindo a Alemanha e Polônia, dois grandes produtores.

O MARS estimou a produtividade do trigo soft da UE em 2018, o cereal mais produzido pelo bloco, em 5,82 toneladas por hectare, abaixo da previsão de 6,04 toneladas do mês passado. Isso representa uma queda de 4,9 por cento ante 2017 e de 2,6 por cento frente à média de cinco anos.

O monitor também cortou a previsão para o rendimento da cevada europeia de 2018 para 4,74 toneladas por hectare, ante 4,98 toneladas no mês passado e 4,89 toneladas há um ano.

Já para o milho, a unidade aumentou sua estimativa para a produtividade a 7,64 toneladas por hectare, ante 7,35 toneladas, já que a safra se beneficiou das chuvas abundantes no sul da Europa.

Fonte: Reuters

Indique a um amigo