Trigo: Com preço nominal de até R$ 800,00 por tonelada, produtores devem estar atentos as exportações

Indique a um amigo

A safra de trigo da temporada 2018 segue em pleno desenvolvimento no Brasil. Apesar da queda registrada na área cultivada nesta temporada, as lavouras do cereal apresentam boas condições no Rio Grande do Sul. Em seu último boletim informativo, a Emater/RS informou que a queda nas temperaturas e os dias com pouca nebulosidade melhoraram o aspecto das plantações no estado.

Em contrapartida, no Paraná, especialmente o norte do estado, apresenta alguns problemas após o longo período de estiagem. Em entrevista ao Notícias Agrícolas, o corretor da De Baco Corretora, Marcelo de Baco, afirmou que 30% da safra paranaense já está comprometida neste ciclo.

Conforme dados do último relatório do Deral (Departamento de Economia Rural), 55% das plantações apresentam boas condições, 26% apresentam condições medianas e 19% estão em condições ruins. 38% das lavouras está em fase de floração no estado.

 

 

Por outro lado, a perspectiva de uma produção e estoques de passagem menores, elevaram em até R$ 300,00 os preços praticados nas principais regiões produtoras no país. "No mercado disponível, temos valores entre R$ 930,00 a toneladas até R$ 1 mil, para pagamento mais longo, mas são poucos os negócios, com poucos lotes disponíveis. Para a safra nova, a referência está próxima de R$ 800,00 a tonelada", pondera De Baco.

Além disso, o especialista reforça que a perspectiva é de uma safra mundial nesta temporada, uma vez que, muitas regiões como Europa e Ásia enfrentam problemas com o clima e já há perdas consolidadas. "Os estoques de trigo representam apenas 19% da demanda, o número é um dos mais baixos dos últimos anos. No Brasil, temos um cenário descolado do internacional, já que iremos exportar para depois importar o produto para repor os estoques no mercado doméstico. Mas os produtores devem estar atentos às oportunidades para exportação", completa.

Em seu último relatório de oferta e demanda, divulgado na semana anterior, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) estimou a produção brasileira em 4,70 milhões de toneladas. Já as importações foram projetadas em 7,50 milhões de toneladas de trigo.

Fonte: Notícias Agrícolas

Indique a um amigo