Estoque de grãos da Rússia deve cair ao menor nível em 6 anos em 18/19, diz consultoria

Indique a um amigo

Os estoques de grãos da Rússia, um dos maiores exportadores de trigo do mundo, deverão atingir seu nível mais baixo em seis anos até o final da temporada de comercialização 2018/19, em 30 de junho, disse a consultoria SovEcon nesta quinta-feira.

A safra de trigo da Rússia foi atingida este ano por uma seca na primavera e no verão (do Hemisfério Norte), encerrando cinco anos de abundância em muitas regiões produtoras de trigo e reduzindo as reservas dos principais exportadores para o menor nível desde 2007/08, quando estoques baixos contribuíram para distúrbios alimentares em toda a África e na Ásia.

A SovEcon, uma das principais consultorias agrícolas de Moscou, disse que cortou a estimativa de estoques finais 2018/19 para 10,1 milhões de toneladas, ante 13,2 milhões previamente, depois de cortar sua previsão para a safra de 2018 em 4,3 milhões de toneladas, para 109,6 milhões.

"Os parâmetros do equilíbrio (entre oferta e demanda) podem sofrer mudanças significativas se houver cortes nas exportações de grãos", disse a SovEcon, referindo-se a um encontro entre o Ministério da Agricultura da Rússia e operadores de grãos na semana passada para discutir os volumes de exportação.

O ministério negou que os limites de exportação tenham sido discutidos, mas operadores - -alguns dos quais estavam na reunião- - disseram que as restrições poderão ser impostas no final da temporada, depois de reclamações de produtores nacionais de carne sobre o crescente custo com ração animal.

Fonte: Terra

Indique a um amigo